Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies.

65º Ralicross de Lousada - Domingo

COVID19, há males que vêm por bem...

A segunda jornada do PTRX -  Campeonato de Portugal de Ralicross, Kartcross e Super Buggy 2020, que decorreu no Circuito de Lousada, começou bem cedo, tal como os níveis de adrenalina. A prova teve cobertura integral em live stream e as Finais foram transmitidas em direto n´A Bola TV. Assim o Ralicross que não pôde ter público nas bancadas, fruto da actual situação pandémica, foi levado até todos os fãs.

 

Armindo Araújo marcou presença em Lousada

Armindo Araújo, ex- Bi-Campeão do Mundo de Ralis de Produção e atual líder da época de ralis de 2020 marcou, presença na segunda jornada do Campeonato de Portugal de Ralicross, Kartcross e Super Buggy 2020, fazendo desta vez dupla com Pedro Leal nos comentários em directo, numa emissão narrada por Pedro Gil de Vasconcelos. Os directos podem ainda ser assistidos emhttps://youtu.be/mFhgjSPBpz4.

Os vencedores

A vitória na Super 1600 foi assegurada pelo campeão em título João Ribeiro. Américo Sousa venceu na Nacional A 1.6 e ). A Iniciação ficou nas mãos de André Monteiro e Joaquim Santos foi o melhor entre os Super Cars. Pedro Rosário venceu nos Kartcross e Nuno Godinho nos Super Buggy. Daniel Teixeira conquistou a vitória nas duas rodas motrizes (Nacional 2RM), tendo-se assim estreado da melhor forma no Ralicross.

FINAIS

Iniciação

Entre os mais novos, a final acabou por ficar nas mãos de André Monteiro (Toyota Corolla), que apesar de ter sido o segundo a cruzar a linha de meta, acabou por subir de posição após uma penalização aplicada a Rafael Rêgo (Peugeot 106), que desceu assim para a segunda posição. Gonçalo Rocha (Peugeot 106) encerrou o pódio e estreou-se com uma sibida ao pódio, virtual, pois as cerimónias de pódio estão também suspenças. Rafaela Barbosa (Citroen AX), quarta classificada, assinou também de forma excelente a sua estreia no campeonato. Guilherme Nunes (Toyota Stralet) acabou por abandonar na terceira volta devido a problemas mecânicos e dos estreantes, este foi o teve menos sorte.

 PTRX LOUSADA 2020 30 André Monteiro (Toyota Corolla)

Nacional 2 RM

Daniel Teixeira (Renault Clio) partiu para a final a “espreitar” o pódio e ao baixar da bandeira xadrês acabou mesmo por assegurar a vitória. Andreia Sousa, depois de um toque que a colocava atravessada na curva dois, logo após a partida, retomava o andamento e sempre com um ritmo forte, conquistou a “Prata” aos comandos do Peugeot 306 e José Silva fechou o pódio desta segunda jornada do Campeonato de Portugal de Ralicross.

Daniel Teixeira estreou-se aqui na modalidade e parece que ficou cliente... dificilmente poderia esperar uma melhor estreia.

PTRX LOUSADA 2020 31 Daniel Teixeira (Renault Clio)

Nacional A 1.6

Pedro Tiago (Citroën Saxo) confirmou a prestação de toda a qualificação e voltou a superar a concorrência. Américo Sousa também em Saxo e Tiago Ferreira em Peugeot 106, discutiram entre sim os restantes lugares do pódio, terminando, por esta ordem quase “colados”. Duplo azar para Leonel Sampaio, que arrancou melhor mas depois perdeu terreno devido a um ligeiro toque na travagem no final da reta da meta.  Para além disso, quando estava a recuperar posições acabou por ser forçado a abandonar após o salto da Joker Lap.

No final, Pedro Tiago recebia uma penalização, devido a um toque em Leonel Sampaio logo na curva um, que o colocava no quarto posto. Os três primeiros passaram a ser Américo Sousa, Tiago Ferreira e Jorge Costela, por esta ordem respectivamente.

PTRX LOUSADA 2020 32 O toque da penalização

Super 1600

A classe rainha do Ralicross consagrou João Ribeiro que se estrou da melhor forma aos comandos do Skoda Fabia. Liderou da primeira à última volta, mas na segunda passagem pela meta a vantagem face à concorrência já era significativa.  Mais animada esteve a “luta” pelos restantes lugares do top five. Bruno Gonçalves em Citroën Saxo ainda rodou durante algum tempo no segundo posto, mas Joaquim Machado (Peugeot 208) numa corrida de trás para a frente acabou, na penúltima volta por assumir o segundo lugar. Gonçalves fechou assim o pódio, enquanto Rogério Sousa (Ford Fiesta), quarto classificado, acabou por levar a melhor no duelo particular que teve durante as sete voltas com André Sousa no Peugeot 207.

PTRX LOUSADA 2020 33 Partida da Super 1600

Kartcross

Pedro Rosário em Semog Bravo voltou às vitórias, numa corrida que até metade foi comandada por Rui Nunes, também em Semog Bravo. O campeão em título, Jorge Gonzaga fechou o pódio, mas durante toda a corrida teve que medir forças ora com Tiago Freitas ora com Luís Almeida, que por esta ordem terminaram o grupo dos cinco mais do Kartcross. Daniela Godinho voltou a defender a honra das senhoras e João Pinheiro entre os rookies.

PTRX LOUSADA 2020 29 Pedro Rosário (Semog Bravo)

Super Buggy

Nuno Godinho (Semog) terminou a jornada de Lousada como começou, isto é, no comando. Cláudio Coelho cumpriu os objetivos na estreia do SSV Polaris.

Super Cars

Joaquim Santos aos comandos do Ford Focus arrancou melhor e assumiu a liderança da primeira à última volta. José Lameiro  (Skoda Fabia) ainda discutiu com o piloto da Bompiso a primeira travagem, mas depois não acompanhou o ritmo e acabou no segundo lugar do pódio. Daniel Pacheco foi terceiro e garantiu a melhor posição entre os carros de Divisão 2.

Após corridas de qualificação

Iniciação

Rafael Rêgo liderou toda a qualificação. André Monteiro (Toyota Corolla) fez o que pôde mas não conseguiu ter argumentos para o Peugeot 106 de Rêgo e partiu para a Final no segundo lugar da grelha, seguido de Gonçalo Rocha (Peugeot 106), Guilherme Nunes (Toyota Starlet) e da estreante Rafaela Barbosa (Citroën AX).

Nacional 2 RM

A regularidade garantiu a Andreia Sousa (Peugeot 306) o primeiro lugar da grelha para a Final. Na posição seguinte esteve o Opel Astra de Adão Pinto e o Peigeot 206 de João Oliveira.

Nacional A 1.6

Pedro Tiago aos comandos de um Citroën Saxo manteve-se sempre na comando das operações e partiu para a derradadeira prova desta jornada na frente das operações. Tiago Ferreira e Leonel Sampaio, por esta ordem estiveram ao seu lado na Final, a aguardar pelo semáforo verde.

Super 1600

João Ribeiro nunca deu hipóteses à cocnorrência durante todas as corridas de qualificação. Logo atrás, ficaram Rogério Sousa e Joaquim Machado. Pelo caminho, após o capotanço da jornada, ficou Rodrigo Ribeiro, que herdou do filho (João) o Citroen Saxo.

Kartcross

Pedro Rosário, Luís Almeida e Rui Nunes, garantiram, por esta ordem, os três primeiros lugares que deram acesso à final.

Supercar

Joaquim Santos (Ford Focus) garantiu a primeira linha da grelha para a Final, seguido do Subaru Impreza de Daniel Pacheco (1.º Div. 2) e de José Lameiro em Skoda Fabia.

Breves

Rafaela Barbosa em ritmo crescente

A segunda prova do PTRX - Campeonato de Portugal de Ralicross, Kartcross e Super Buggy, que decorreu este fim de semana em Lousada, deu a conhecer mais um reforço na categoria de Iniciação. Rafaela Barbosa, com treze anos e os genes da competição bem presentes, pois estamos a falar da  filha do pluricampeão de Ralicross Mário Barbosa, apresentou-se no traçado da Costilha aos comandos de um Citroën AX da Compincar Rx Team. “Na primeira corrida estava um pouco nervosa e não correu muito bem. Mas na segunda manga já estava com outros níveis de confiança e as coisas já correram melhor”, referiu a jovem piloto.

Neste processo de adaptação e natural evolução, Rafaela vai contar com a preciosa ajuda do pai, que apesar de não colocar de parte os seus projetos no Europeu da especialidade, tem agora como missão gerir estes primeiros passos da piloto da Compincar Rx Team. “O pai vai fazer com que ela esteja menos nervosa.  Vou tentar gerir com ela a natural pressão e a adrenalina de uma primeira corrida. Temos muito trabalho pela frente, mas vamos chegar lá”, adiantou Mário Barbosa.

Os dados estão lançados, pelas primeira impressões e a julgar pela herança de família, Rafaela será certamente um nome a reter no “Nacional” de Ralicross.

Rafaela Barbosa Mário Barbosa e Rafaela Barbosa

Estreia com direito a pódio

Gonçalo Rocha, aos comandos de um Peugeot 106, saiu de Lousada com um excelente registo. Nunca se intimidou e tentou sempre lutar por um lugar no pódio. O terceiro posto alcançado na Final foi um merecido prémio na categoria de Iniciação.

PTRX LOUSADA 2020 35 Gonçalo Rocha, na luta

Guilherme Nunes estreou-se na Iniciação

Guilherme Nunes pode não ter tido a colaboração que precisava por parte do seu Toyota Starlet, mas ficou o registo de uma boa estreia e indicadores que terá uma palavra a dizer durante o resto da temporada do PTRX - Campeonato de Portugal de Ralicross, na categoria de Iniciação.

PTRX LOUSADA 2020 36 Guilherme Nunes

João Ribeiro mostra serviço

O campeão nacional em título da S1600 do PTRX - Campeonato de Portugal de Ralicross, João Ribeiro, estreou em Lousada um Skoda Fabia S1600. Apesar de ainda estar na fase de adaptação, Ribeiro já começou a “mostrar serviço” e tudo indica que tem argumentos para continuar a discutir as vitórias nas pistas portuguesas e começar a preparar o salto para o “Europeu” da modalidade.

Contudo, o fiel Citroën Saxo S1600 que tantas conquistas garantiu a João Ribeiro, também está presente em Lousada e bem entregue... ao seu pai Rodrigo Ribeiro, um nome bem conhecido dos palcos do Autrocross, tanto a nível nacional como além fronteiras. Neste regresso às corridas, o ex-campeão espera sobretudo “divertir-se e acompanhar de perto este novo desafio do meu filho”. Pelo que já se viu e mesmo “a brincar” Rodrigo Ribeiro provou que quem sabe nunca esquece. 

Apesar de tudo, a sorte esteve arredada das bandas do Citroen Saxo. Na primeira corrida de qualificação desistiu com problemas de direcção, e na segunda sofreu um aparatoso capotanço, que deixou o carro bastante mal tratado.

Ribeiros Filho (João Ribeiro) e pai (Rodrigo Ribeiro). O Citroen Saxo ainda sem as mazelas provocadas pelo capotanço no início da segunda corrida de qualificação

Abandono prematuro de Frederico Santos

Frederico Santos aos comandos de um Mitsubishi Lancer Evo VI não alinhou no último dia de prova. O piloto da Divisão 2 dos Supercar apesar de estar a “mostrar serviço à geral” acabou por não conseguir ter o carro a 100%, na sequência dos toques em que esteve envolvido nas duas primeiras corridas de qualificação.  Mas a julgar pelo pouco que vimos certamente que vamos ter um resto de campeonato muito animado.

A próxim prova vai ser disputada em Castelo Branco, em um e dois de Agosto.