Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies.

46º Ralicross de Sever do Vouga - Primeiro Dia

A pista do Alto do Roçário marca o arranque da temporada 2020 do Campeonato de Portugal de Ralicross, Kartcross e Super Buggy. Na jornada promovida pelo Vouga Sport Clube responderam à chamada cinco dezenas de pilotos. 

 

PTRX S. Vouga I 1 PTRX S. Vouga I 2 PTRX S. Vouga I 5

Iniciação

Gonçalo Novo (Toyota Starlet) e André Monteiro (Toyota Corolla) repartiram entre si as vitórias nas duas corridas inaugurais, destinadas a concorrentes entre os 13 e 17 anos. Deram espetáculo e deixaram tudo em aberto para o segundo dia de prova. Rafael Rêgo, não teve a sorte so seu lado na estreia do Peugeot 106, Concluiu a primeira corrida com claras dificuldades mecânicas e acabou por não alinhar na segunda corrida.

PTRX S. Vouga I 11 Gonçalo Novo (Toyota Starlet) e André Monteiro (Toyota Corolla) repartiram as vitórias

Nacional 2 RM

Com um primeiro e um terceiro lugar, nas duas corridas inaugurais, Hugo Santos aos comandos de um Honda Civic Type-R, fechou o dia no comando das operações. João Oliveira (Peugeot 206 GTI), conquistou “a prata” nas duas primeiras corridas e foi nessa posição que concluiu a jornada inaugural entre as duas rodas motrizes. Luís Carvalho em Peugeot 206 terminou o primeiro dia no terceiro posto. O campeão em título, João Novo, que este ano vai acumular funções na S1600, venceu a primeira corrida, mas fez falsa partida na segunda e como não cumpriu a penalização que obrigava a uma segunda passagem pela Joker Lap, viu-lhe ser atribuída uma penalização de 30 segundos terminando o dia na quarta posição. Andreia Sousa (Peugeot 306) a única senhora em pista, nesta categoria, fechou o top five.

PTRX S. Vouga I 9Hugo Santos (Honda Civic Type-R)

Nacional A 1.6

Tiago Ferreira (Peugeot 106) fez o pleno e partirá para a jornada de domingo no comando das operaçõe. José Artur Teixeira apesar de na primeira corrida ter-se envolvido num toque com Américo Sousa (Citroën Saxo) “na discussão” pelo melhor lugar na trajetória, junto à saída da Joker Lap, o que ditou o bandono de ambos, acabou por regressar na segunda corrida e garantir essa mesma posição na contabilidade do final do dia. Pedro Tiago (Citroën Saxo Cup), fez um pião no final da primeira corrida, perdeu a liderança e acabou por terminar o dia no terceiro posto

PTRX S. Vouga I 6Tiago Ferreira (Peugeot 106)

Super 1600

Joaquim Machado aos comandos de um Peugeot 208, concluiu o primeiro dia na frente da mais competitiva categoria do Ralicross. Por seu lado, Rogério Sousa com dois pódios nas primeiras corridas de qualificação, garantiu o segundo posto de sábado. O terceiro lugar, nas contas finais, foi garantido por António Sousa (Peugeot 208), que apesar de não começado o dia como pretenderia, na segunda corrida já conseguiu garantir um lugar no pódio. Sérgio Dias (Renault Twingo) e Bruno Gonçalves (Citroën Saxo Kit Car), completaram, por esta ordem, o grupo dos cinco melhores deste primeiro dia de corridas.

PTRX S. Vouga I 7Joaquim Machado (Peugeot 208)

Super Cars

Tal como aconteceu nos treinos, Frederico Santos em Mitsubishi Lancer Evo VI, venceu as duas corridas e fechou o dia confortavelmente à frente entre os SuperCars.

PTRX S. Vouga I 10Frederico Santos (Mitsubishi Lancer Evo VI)

Kartcross

Jorge Gonzaga em LBS RX01 fechou o primeiro dia no comando das operações. Contudo, Pedro Rosário em Semog Bravo nunca lhe deu muito espaço de manobra, confirmando que a sequência de camponatos conquistados não forma obra do acaso. Luís Almeida (LBS RX01) encerrou o pódio deste sábado de corridas.

PTRX S. Vouga I 8Jorge Gonzaga (LBS RX01)

Treinos Cronometrados

Iniciação

Entre os mais novos, mas não menos ousados, Gonçalo Novo, em Toyota Starlet, conseguiu impor-se a André Monteiro (Toyota Corolla), mas a diferença entre os dois primeiros ficou-se, por escassos, 00:00.04s, o que deixa antever um fim de semana animado... Rafael Rêgo em Peugeot 106 XSi, foi terceiro, a apenas a um segundo dos dois pilotos da frente.

Nacional 2 RM

O melhor tempo dos treinos (00:41.2s) foi assinado por Fernando Silva, ao volante de um Seat Ibiza TDI. Contudo, as três posições seguintes, pertencentes a Hugo Santos (Honda Civic Type-R), Luís Carvalho (Peugeot 206) e João Oliveira (Peugeot 206 GTI), respetivamente, todos conseguiram parar o cronómetro dentro do 00:41s, o deixa antever mais uma jornada muito animada.

SuperCars 

Frederico Santos em Mitsubishi Lancer Evo VI garantiu a melhor tempo dos treinos, com um total de 00:41.2s. Daniel Pacheco em Subaru Impreza foi segundo a 00:02s do Lancer de Santos.

Nacional A 1.6

Pedro Tiago aos comandos do Citroën Saxo Cup com que foi campeão em 2019 garantiu o melhor tempo nos treinos cronometrados (00:39.9s). Porém, Rafael Rocha e Américo Sousa, ambos em comandos de modelos Saxo, completaram , por esta ordem, as posições seguintes e a menos de um segundo do melhor crono.

Super 1600

Joaquim Machado (Peugeot 206 S1600), foi o melhor e o único a conseguir rodar na marca dos 00:38s. Mas a provar que estamos na categoria mais competitiva do Campeonato de Portugal de Ralicross, temos os seguintes seis lugares da tabela todos dentro do registo 00:39s. Este pelotão foi liderado por Sérgio Dias (Renault Twingo), seguido de João Novo (Citroën C2), Nuno Araújo (Skoda Fabia MK3), Rogério Sousa (Ford Fieste S1600) e Bruno Gonçalves (Citroën Saxo Kit Car), que por esta ordem completaram os seis primeiros lugares.

Kartcross

Jorge Gonzaga (LBS RX01), com um tempo de 00:35.6s, assinou a melhor volta na primeira qualificação da temporada 2020 dos Kartcross. Mas Pedro Rosário, aos comandos de um Semog Bravo, a um escasso décimo de segundo, deixou o aviso que não vai dar muita margem ao campeão em título. Luís Almeida LBS RX01 conseguiu o terceiro melhor registo.